Entenda como uma terapia simples como a ozonioterapia controla as doenças autoimunes.

Antes de começarmos a falar sobre esse assunto, peço que compartilhe esse artigo com o máximo de pessoas. Aqueles que convivem com algum tipo de doença autoimune, sofrem também mentalmente. 

A principal queixa é: “sensação de falta de controle sobre a própria vida”. Doenças autoimunes não apenas são difíceis de controlar, como também deixam, em alguns casos, sequelas incapacitantes. 

Por isso, se você conhece alguém que sofre com essa doença, mande esse artigo. 

Para que serve o sistema imunológico?

Acima de tudo, o sistema imune existe para proteger o corpo contra agentes agressores. Podemos citar, por exemplo, os microrganismos e toxinas. Quando alguma dessas substâncias estranhas entram no organismo, são imediatamente reconhecidas. A partir daí, desencadeia-se a famosa resposta imunológica. Em seguida, o sistema ativa as células de defesa do corpo e os anticorpos para atacar, destruir e eliminar esses agentes agressores. 

O que acontece quando o sistema imune se descontrola?

Nesse caso, as células de defesa passam a atacar tecidos naturais do corpo. Em outras palavras, o sistema imunológico os identifica como agentes agressores. Esse descontrole acarreta reações autoimunes ou doenças autoimunes.

Artrite Reumatoide, Lúpus Eritematoso Sistêmico, Esclerose Múltipla, Doença de Crohn e Espondilite Anquilosante, assim como o Hipotireoidismo de Hashimoto, são alguns exemplos de doenças autoimune.

Nesse aspecto, existem diversas terapias convencionais que visam controlar a autoimunidade característica dessas doenças. Entretanto, a terapia #1 é a ozonioterapia. Vamos entender o porquê mais adiante.

Como a ozonioterapia alivia os sintomas de doenças autoimunes?

A partir da aplicação sistêmica do ozônio medicinal. Ou seja, por meio de técnicas como a auto-hemoterapia maior e menor ou insuflação retal. Essas, por sua vez, têm a capacidade de modular o sistema imunológico e, assim, conduzi-lo ao controle novamente.

Dessa maneira, a ozonioterapia corrige alguns mecanismos fisiológicos, reduzindo a autoimunidade. Além disso, estimula a produção de antioxidantes e anti-inflamatórios, ambos essenciais para o controle dos sintomas causados por esse tipo de doença.

Ainda mais, a ozonioterapia atua nas células do sistema imune e reduz a produção das células responsáveis por atacar o próprio corpo.

A partir dessa técnica, é possível tratar tanto os sintomas gerados pelas doenças autoimunes quanto a raiz do problema. E, por isso, a ozonioterpia é considerada muito eficaz no alívio da carga emocional e incapacitante causados pela doença. 

A ozonioterapia por si só já é o suficiente no controle de doenças autoimune?

Não. A ozonioterapia é uma terapia complementar, sendo muito eficaz na extinção de momentos de exacerbação da doença. Porém, para manter o corpo saudável, é indispensável incorporar algumas mudanças de estilo de vida. Dentre eles, podemos citar a alimentação saudável e atividade física. Além disso, faz-se necessário introduzir duas substâncias espetaculares para o tratamento das doenças autoimunes:

– NALTREXONA (LDN)
– VITAMINA D3

Concluímos, então, que a ozonioterapia é sim uma excelente ferramenta terapêutica no tratamento de doenças autoimunes.

Se você sofre com esse tipo de doença, não deixe de procurar um profissional capacitado e iniciar um tratamento com ozônio. Mudar o rumo da sua história só depende de você.